Bem-vindos!

Sejam todos bem-vindos ao meu blog! Esse blog tem por objetivo compartilhar idéias com pessoas que se interessam por artesanato em geral!

Seguidores

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

PATCHWORK - HISTÓRIA


Quem aí gosta de História???
A partir de hoje, nós estaremos contando um pouco sobre a magnífica história das Colchas de Retalhos durante os séculox XIX e XX.

Em 31 de dezembro de 1839, no Condado de McDowell, Carolina do Norte, Hannah e Pharaoh, ambos com doze anos de idade, foram dados como presente de casamento, por John e Rebecca Logan, para sua filha, Margaret Ruth, e seu marido, Thomas Young Greenlee.

Tendo adotado o sobrenome de seus donos, a menina, uma criada da casa, e o menino, um ferreiro, casaram-se mais tarde e tiveram uma filha, chamada Emm. Pouco se sabe sobre eles além disto, exceto que a confecção, de habilidade excepcionalmente artística, da colcha de retalhos aqui reproduzida foi começada por Hannah Greenlee, talvez em torno de 1880, e concluída por sua filha, em 1896, algum tempo após a morte de Hannah.

Libertada após a guerra, Hannah provavelmente continuou fazendo o mesmo tipo de trabalho que fazia como criada doméstica: cozinhar, limpar e costurar. Talvez ela tivesse a intenção de vender ou dar a colcha de retalhos para seus donos anteriores, uma vez que a colcha permaneceu com aquela família, até que eles a doaram para a Historic Carson House da Carolina do Norte.
Quem aí gosta de História???
A partir de hoje, nós estaremos contando um pouco sobre a magnífica história das Colchas de Retalhos durante os séculox XIX e XX.

Em 31 de dezembro de 1839, no Condado de McDowell, Carolina do Norte, Hannah e Pharaoh, ambos com doze anos de idade, foram dados como presente de casamento, por John e Rebecca Logan, para sua filha, Margaret Ruth, e seu marido, Thomas Young Greenlee.

Tendo adotado o sobrenome de seus donos, a menina, uma criada da casa, e o menino, um ferreiro, casaram-se mais tarde e tiveram uma filha, chamada Emm. Pouco se sabe sobre eles além disto, exceto que a confecção, de habilidade excepcionalmente artística, da colcha de retalhos aqui reproduzida foi começada por Hannah Greenlee, talvez em torno de 1880, e concluída por sua filha, em 1896, algum tempo após a morte de Hannah.

Libertada após a guerra, Hannah provavelmente continuou fazendo o mesmo tipo de trabalho que fazia como criada doméstica: cozinhar, limpar e costurar. Talvez ela tivesse a intenção de vender ou dar a colcha de retalhos para seus donos anteriores, uma vez que a colcha permaneceu com aquela família, até que eles a doaram para a Historic Carson House da Carolina do Norte.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

ETIQUETAS PERSONALIZADAS PARA ARTESANATO

Queridos, bem vindos a mais uma semana de muitas dicas, aqui no Revista Artesanato!
Como estão todos? Espero que esteja tudo em paz.
Bem, o post de hoje é especial para aqueles que ganham dinheiro com o artesanato, ou querem personalizar sua marca. Já pensaram em fazer etiquetas com sua marca? Na verdade mandar fazer etiquetas, nem sempre é barato. Mas essa criação que utiliza papel transfer (esses em que é possível transferir uma figura impressa para uma camiseta, por exemplo) é em conta e dá pra fazer em casa. Vamos lá?
Material: Papel transfer, alça pronta para bolsas, ferro de passar e tesoura.
Modo de fazer: Imprima no papel transfer (de acordo com as instruções do fabricante)a arte das etiquetas várias vezes, e recorte, de modo que se forme uma tirinha com várias etiquetas. Daí pegue essa tira impressa, posicione na alça e passe o ferro quente de modo que a impressão se transfira pra alça. Aí é só retirar com cuidado o papel do transfer e recortar as etiquetas da maneira que desejar!


Leia mais: http://www.revistaartesanato.com.br/geral/etiquetas-personalizadas-faca-a-sua-em-casa/06#ixzz2JHQtnwZC